Livros

Nesta secção pretende-se a divulgação de livros na área da botânica, jardinagem e natureza, de autores portugueses. Se é autor, editor ou conhece alguma obra nesta área que merece divulgação, não hesite em contactar-nos. Divulgaremos a obra com todo o gosto!

 

 

Informações e encomendas para o e-mail do site ou para o 963675849.

 

Título: Bromélias

Uma família botânica a descobrir

Autor: Jorge Freixial

Formato: 250 x 200 mm

Páginas: 34

Preço: 10€

 

Um livro para ver e partilhar

Vinte e duas fotos de autor, impressas em papel de alta qualidade, em formato normalizado, prontas a emoldurar.

Cada foto tem uma página anexa, com factos, reprodução da foto, curiosidades e imagens adicionais, relativas á espécie representada. As páginas de abertura, bem como estas, constituem um registo visual para guardar, bem como um testemunho de ofertas feitas a pessoas que fazem parte de um círculo de amizades.

O livro que se distribui pelos amigos, pelos colegas, pelos familiares, que se partilha…

Um livro que se vê, que se dá, e que se guarda…

 

Título: Tillandsias

Guia prático para criar plantas aéreas

Autor: Jorge Freixial

Formato: 240 x 170 mm

Páginas: 28                 

Preço: ESGOTADO

 

Tillandsias são plantas únicas pois não necessitam de solo para viver.

As raízes, quando existem, servem apenas para a planta se fixar ao tronco de árvore ou rocha onde vive. Não são, no entanto, parasitas, obtêm água e alimento do ar, através de micro escamas especializadas que revestem as suas folhas.

Começar uma colecção de plantas aéreas é um estimulante desafio que lhe trará momentos de calmo prazer e ligação à natureza.

O presente manual ensina como cuidar destas fascinantes plantas.

 

Título: Plantas Ninho

Conheça e saiba como cuidar das bromélias terrestres

Autor: Jorge Freixial

Formato: 240 x 170 mm

Páginas: 44

Preço: 8€

 

Ao pensar em ninho temos a ideia de algo onde se nasce, se começa a vida, um local de abrigo…

Nas selvas sul americanas, as bromélias são tudo isso e mais.

Para além do papel relevante como plantas - como todas as plantas, são também importantes como micro ecossitemas anfitriões de vida animal. A sua estrutura com folhas em espiral foi concebida pela mãe natureza para reter água. São assim excelentes locais para que insectos e batráquios depositem os seus ovos, e bebedouros para vátios tipos de animais no estrato intermédio da floresta tropical. Ninhos de vida…

Produzem flores de rara beleza e durabilidade, são muito resistentes e fáceis de cuidar.

Este manual pretende dar um contributo para criar estas magníficas plantas nos jardins e varandas das casas portuguesas.

 

Título: A paixão pelas orquídeas

A PAIXÃO PELAS ORQUÍDEAS - MANUAL DO ORQUIDÓFILO

Autor: José M. M. Santos

Formato: 240 x 170 mm

Páginas: 208

Preço: 23€

 

O universo da orquidofilia está repleto de bons exemplos de livros estrangeiros, mas com eles aprendemos a cultivar orquídeas em países cujo clima é completamente diferente do nosso. A paixão pelas orquídeas – Manual do orquidófilo é a primeira obra escrita por um especialista português sobre o cultivo de orquídeas exóticas e ornamentais no nosso país e vem ao encontro da necessidade que muitos cultivadores, alunos e não só, demonstraram ao longo dos últimos anos. Este livro não é um livro científico, é um livro sobre uma grande paixão que se transformou num hobby alimentado por um saber feito de experiência, muito estudo, leituras, viagens, exposições,conferências e múltiplos ensinamentos transmitidos por professores e conhecedores da matéria. Em última instância, o objetivo da conceção desta obra seria ter um país mais florido e com mais adeptos da orquidofilia e da jardinagem, dado que esta paixão incurável faz bem ao corpo, à mente e à alma.


Título: Cuidados e conselhos para as suas orquídeas

Autor: José Santos

Formato: 210 x 150 mm

Páginas: 34

Preço: 6€

 

Pequeno manual em linguagem simples e acessível sobre as condições necessárias para o sucesso no cultivo dos principais géneros de orquídeas. Temperatura, Luz, Substratos, Tipos de Vasos, Regas e Fertilização, Doenças e Pragas, Plantação, Montagens e Divisões são alguns dos temas abordados neste guia. Aprenda também a conhecer as principais espécies e os cuidados a ter com cada uma.

 

Título: Salada de flores

Autora: Fernanda Botelho

             Ilustrações de Sara Simões

Formato: 295 x 215 mm

Páginas: 36

Preço: 13.50€

 

Uma horta ecológica onde não há lugar para adubos químicos, uma piscina em que a limpeza da água não depende do cloro, e uma casa de argila e de palha, com um jardim no telhado, são o cenário ideal para a aventura da Sara, da Maria, da Carolina e do Rodrigo, quatro amigos de palmo e meio que partem à descoberta da natureza. Por entre a delicadeza e o rigor científico das aguarelas de Sara Simões, os nossos protagonistas ficam a saber que as plantas – sejam elas legumes, flores, árvores ou frutos – têm nomes, apelidos e até famílias, tratando-se umas às outras em caso de doença.

Os homens, conta-nos o texto de Fernanda Botelho, podem também usufruir das propriedades medicinais das plantas e preparar inclusive receitas deliciosas com elas. Salada de Flores inclui, afinal, um pequeno guia elucidativo feito à medida de pais e de professores, embora as suas páginas se dirijam sobretudo aos mais novos, revelando-lhes de forma sempre divertida um pouco do poder encantatório da natureza.

Título: Sementes à solta

Autora: Fernanda Botelho

               Ilustrações de Sara Simões

Formato: 295 x 215 mm

Páginas: 36

Preço: 13.50€

 

Depois da publicação de Salada de Flores, um livro muito primaveril com hortas biológicas de morangos, borragem, campos coloridos e plantas medicinais, chega agora à quinta ecológica da Sara uma nova história, Sementes à Solta, onde se reencontram amigos, pais e avós. Entre conversas e colheitas, o Rodrigo, a Maria, a Carolina e também a Sara enchem os cestos com presentes outonais e celebram o ritmo das estações, a dança do tempo e a troca das sementes, num convívio alegre repleto de pratos deliciosos e saudáveis. Esta é mais uma história de colheitas, partilhas e receitas, com uma viagem ao mundo das plantas para aprender mais alguns conceitos úteis e ecológicos. 

 

Título: As plantas e a saúde

Guia prático de primeiros socorros

Autora: Fernanda Botelho

Formato: 170 x 110 mm

Páginas: 136

Preço: 7€

 

Alguns conselhos úteis e fáceis para tratar dores de dentes, hemorragias, hemorróidas, nevralgias, náuseas, indigestões, quebras de tensão, aftas, dores de garganta, constipações, enxaquecas, etc.

Pequeno caderno de bolso com algumas páginas em branco para anotações.

Existem muitos sintomas que podem ser aliviados e até mesmo curados de forma muito simples, através da utilização de plantas que crescem à nossa volta, nos bosques vizinhos ou que podemos cultivar nos nossos quintais, hortas, canteiros ou varandas.

O objectivo deste pequeno livro é dar a conhecer algumas dessas utilizações quer em uso interno em forma de chás, tisanas ou decocções, quer em uso externo em forma de compressas, pomadas, lavagens, inalações, etc.

 

Título: Planeta Verde

Autora: Luís M. Aires

Formato: 160 x 235 mm

Páginas: 212

Preço: 13,90€

 

As plantas são verdes. Realizam a fotossíntese. Produzem o seu próprio alimento com o dióxido de carbono e a energia da luz que captam nas folhas. Necessitam de água e azoto, que absorvem com as suas raízes pertinazes. Lutam contra a gravidade para conduzir essa seiva nutritiva até ao cimo dosseus perscrutantes caules. Como indivíduos, são entidades extraordinárias. Sêlo-ão também a uma escala global? Qual é o significado, e valor, do reinovegetal para a biosfera da Terra? Este livro é um tributo aos seres que fizeram deste planeta um precioso lar paranós. Compreendê-los, é compreender o nosso verdadeiro lugar no mundo. Para que saibamos onde o levar. «Uma obra inovadora, uma visão singular e épica do extraordinário Mundo das Plantas e sua importância na biosfera.»

Luís Mendonça de Carvalho

Diretor do Museu Botânico de Beja

Título: Cactos e outras Plantas Suculentas na Estufa Doce de Lisboa

Autora: Maria LiseteCaixinhas 

Formato: 280 x 210 mm

Páginas: 136

 

A Estufa Temperada, ou Doce, foi construída por volta de 1960 no limite da Estufa Fria de Lisboa. A concepção do espaço e a adaptação ao local das espécies tropicais que aí frutificaram, transformaram a Estufa Doce num local privilegiado que abriga uma das mais representativas colecções de plantas suculentas do País ao nível pedagógico, científico e também artístico. Neste volume que agora se divulga, intitulado Cactos e outras Plantas Suculentas na Estufa Doce de Lisboa, a autora leva-nos pela Estufa Doce à descoberta do mundo surpreendente das plantas suculentas, entre as quais os cactos. Começa por descrever a origem e evolução da família das Cactáceas, para em seguida nos deslumbrar com imagens inéditas de forte beleza, acompanhadas de uma rigorosa descrição botânica. Trata-se de um trabalho que, além de responder à curiosidade do grande público, fornece informação útil e com rigor botânico de grande utilidade para estudantes, engenheiros, paisagistas e biólogos, constituindo uma excelente ferramenta de trabalho e apoio às suas actividades profissionais. Contém a versão inglesa de todo o trabalho, com indicação para as ilustrações.

Título: Trevos, anafes e luzernas de Portugal

Estudo das formas juvenis, floração e frutificação

Autores: Maria Edite Sousa (Professora no ISA)

Maria Lisete Caixinhas (Investigadora-Coordenadora no ISA)

Paulo Forte (Técnico Superior no ISA)

Formato: 170 x 120 mm

Páginas: 190

Preço: (Livro a publicar. Reservas e encomendas para o e-mail  trevoseanafes@ipb.pt )

 

Trabalhos sobre o conhecimento botânico das espécies forrageiras têm sido efectuados por muitos investigadores não apenas da União Europeia mas também do resto do mundo. No entanto, em Portugal, somente em 1962 foi publicado pelo Serviço de Informação Agrícola da Direcção-Geral dos Serviços Agrícolas da Secretaria de Estado da Agricultura – Ministério da Economia – da autoria do Professor João de Carvalho e Vasconcellos do Instituto Superior de Agronomia, o livro intitulado “Ervas Forrageiras”.

Em 1990, Portugal enviou para a “FAO International” o relatório nacional das espécies da flora portuguesa potencialmente importantes, entre as quais foram mencionadas algumas forrageiras.

Como aparece agora este trabalho, considerado como Manual Universitário a ser adoptado em Instituições Universitárias Agronómicas, Veterinárias e por Técnicos Agrícolas?

Em 1995, foi apresentada uma tese de doutoramento sobre o tema: “Pastagens da Região de Setúbal” (Sousa, 1995), em que foram efectuados 422 levantamentos florísticos o que permitiu às autoras a selecção das espécies a serem estudadas nesta obra.

Em 2001, foi publicado a 3ª edição de um livro (Caixinhas et al., 2001) em que foram divulgadas 200 espécies de plântulas de espécies adventícias das culturas. Entre estas foram incluídas 28 espécies de Leguminosas consideradas também como forrageiras.

 As cerca de 70 espécies agora apresentadas tidas como forrageiras importantes são estudadas desde a sua emergência após germinação até à formação da vagem com sementes.

Pela experiência que temos desde há quatro décadas no Instituto Superior de Agronomia, baseada em respostas a consultas efectuadas por alunos de Agronomia ou Veterinária e por Técnicos destas áreas, sobre a identificação de espécies forrageiras, justifica-se que o seu conhecimento é tanto mais útil quanto mais jovens elas são; daí o interesse da sua identificação no estado de plântula. Também as aulas em que colaborámos nas disciplinas de Agricultura nos levaram à conclusão ser indispensável o conhecimento botânico de forrageiras desde os primeiros estados de desenvolvimento, enquanto ainda possuem cotilédones (planta jovem) – plântula.

 A obra agora apresentada é o resultado de um estudo iniciado em2003, em que se tem vindo a fotografar e descrever, desde então, algumas espécies de Medicago L., Melilotus Mill. e Trifolium L consideradas mais relevantes em Portugal como forrageiras.

 Foi adoptada a nomenclatura científica da Flora Ibérica (Castroviejo et al., 2000) e para os nomes vulgares adoptámos os divulgados por Rocha (1996).

Na metodologia seguida, no que concerne ao estudo de cada espécie, menciona-se: a origem geográfica, a distribuição em Portugal, o habitat e referências ecológicas mais relevantes.

Em cada descrição da plântula mencionam-se os caracteres morfológicos dos cotilédones, primeira, segunda e por vezes a terceira e as seguintes folhas. Sempre que a observação o permitiu, foram descritos: o hipocótilo, os cotilédones, o epicótilo e as folhas verdadeiras. Para os cotilédones e folhas verdadeiras seguiu-se geralmente a seguinte ordem: inserção (só para folhas verdadeiras), dimensões, forma geral, margem, ápice, base, textura, cor, indumento, superfície e nervação.

Para as plantas adultas mencionam-se o tipo fisionómico de acordo com a classificação de Raunkjaer (1934) e a descrição morfológica do caule, folhas, inflorescências, flores, frutos e sementes bem como o início e final da floração.

Para algumas espécies descreve-se também o seu valor económico, refere-se a sua importância no controlo da erosão do solo e o seu interesse como potencial fonte genética em programas de melhoramento de pastagens, como leguminosas proporcionam um enriquecimento do solo em azoto e fornecem elevada concentração de proteína à forragem.

Actualmente, com a crescente importância da manutenção da biodiversidade, são fundamentais estudos botânicos que permitam a conservação e cultura de prados e pastagens para o incremento da produção forrageira.

 

 

Destaques

Fornecimento de tufos de tillansias, peças únicas, colónias com alguns anos de idade. 

Consulte o ficheiro abaixo para mais informações:

Tufos Mar. 2017.pdf
Adobe Acrobat Document 838.1 KB

Baixámos o preço dos livros “Bromélias” e “Plantas ninho” – Saiba mais na secção “livros”.Saiba mais na secção “Livros”

Opção de aquisição de tillandsias não montadas com desconto de 20%.

Baixámos o valor dos portes de correio em encomendas de 1, 2 ou 3 referências, para 4€.

Encomendas de 4 ou mais referências: portes grátis.

(Portugal Continental)

Folheto de manutenção básica de plantas aéreas – Enviamos grátis por correio (apenas união europeia). Solicite-o através do nosso e-mail ou telefone. 

Contactos

Folleto informativo. Ahora tambien en Castellano, solicita-lo: Contactos

Plantas aéreas fornecidas por Bromélias do Brejo, à venda nos seguintes estabelecimentos:

 - “Pequeno Jardim” – Rua Garrett, Lisboa

- Garden center

"Mia Luzia" - Rua da Ribeira 260 Carreira, Stº.Tirso 

 

 - “Matéria Verde” – Vila Fresca de Azeitão

- Palmeira Brava Av. Alberto Valente, nº 181. Volta da Pedra, Palmela 

- Espaço “Time Out”- Mercado da Ribeira - loja 44, Av. 24 de Julho, Lisboa

- “Flores da Vila”- Palmela

- Orchisrafa Cultivo e venda de Orquídeas raras.

 Visite: www.facebook.com/orchisrafa